A principal missão da Pastoral do Dízimo é de conscientizar os paroquianos de sua responsabilidade para com a igreja e a comunidade da qual fazem parte diante dos planos de Deus.

Os objetivos da Pastoral do Dízimo não se resumem apenas na arrecadação de dinheiro, a fim de manter a renda da paróquia, consiste também em:

  • Esclarecer que o dízimo é um ato de fé, esperança e caridade;
  • Demonstrar que a devolução do dízimo deve ser feita de bom grado e não considerada como uma obrigação;
  • Mostrar que a devolução do dízimo não é só financeira, mas também a doação dos talentos e de uma parte do tempo de cada um à comunidade;
  • Garantir que a igreja consiga levar os ensinamentos de Jesus Cristo ao máximo de irmãos;
  • Mostrar que a devolução do dízimo é uma forma de agradecimento a Deus pelo o que somos e temos, pois, a nossa vida, o que somos e temos é um dom de Deus.

Além disso, devemos compreender a Pastoral do Dízimo em três dimensões:

  1. Dimensão religiosa: o dízimo deve suprir com recursos, todas as necessidades direta ou indiretamente ligadas ao culto e aos seus ministros. Gastos com o templo – construção e manutenção, salário do padre e dos funcionários, encargos, energia elétrica, água, telefone, impressos, paramentos litúrgicos, velas, vinho, hóstias, equipamentos de som e audiovisuais, etc.
  1. Dimensão social: o dízimo deve suprir as necessidades dos irmãos mais necessitados da comunidade, atendidos pelas pastorais sociais. As nossas pastorais sociais cuidam da promoção do ser humano e neste seu trabalho de misericórdia e compaixão resgatam a dignidade dos irmãos assistidos.
  1. Dimensão missionária: o dízimo deve sustentar financeiramente, as ações de evangelização da comunidade exercidas fora do território da paróquia. Ajuda a cúria, ao seminário e as missões de um modo geral.

Assim, convidamos você a fazer parte desse momento de gratidão a Deus, venha ser um dizimista consciente. Então, venha fazer parte da Pastoral do Dízimo.